Apresentação: Dossiê Desdobrando a História da Arte na América Latina - Parte I 

organização de Maria Berbara, Roberto Conduru e Vera Beatriz Siqueira

BERBARA, Maria; CONDURU, Roberto; SIQUEIRA, Vera Beatriz (org.). Apresentação: Dossiê Desdobrando a História da Arte na América Latina - Parte I. 19&20, Rio de Janeiro, v. X, n. 1, jan./jun. 2015. Disponível em: <http://www.dezenovevinte.net/uah1/00apt.htm>. [English]

*     *     *

1.       Os artigos publicados neste e no próximo número de 19&20, edições especiais da revista, resultam de pesquisas de estudantes e professores envolvidos no projeto de intercâmbio latino-americano Desdobrando a História da Arte na América Latina, sediado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a Universidad San Martín (Buenos Aires), Universidad de Los Andes (Bogotá), Universidad San Francisco (Quito) e Universidad Nacional Autónoma de México (Cidade do México).

2.       Nesse projeto, financiado pela Getty Foundation (Los Angeles), por meio de sua iniciativa Connecting Art Histories (Conectando Histórias da Arte), buscou-se pensar a arte produzida nos territórios da América Latina no chamado “longo século XIX,” abarcando desde as lutas pela independência das antigas colônias hispânicas ou da transferência da corte lusa para os trópicos até a consolidação de processos de modernização nas primeiras décadas do século XX.

3.       A partir do estabelecimento desse arco temporal, as artes produzidas nos países latino-americanos ou a partir deles foram analisadas em seu debate com três importantes tradições culturais: a tradição clássica, presente seja nas academias ou escolas de belas artes, seja na arte feita pelos estrangeiros que aqui aportaram, seja ainda como referência estética central para a construção das imagens das nações emergentes; a tradição moderna, essencial para a modernização das cidades, dos sistemas artísticos, das técnicas de produção e circulação visual, dos temas e problemas plásticos; e as tradições não-ocidentais, presentes não apenas como cultura de povos indígenas e afrodescendentes, mas também em vastas populações de imigrantes que chegaram à América. Cada estudante ou professor procurou pensar como se deu o diálogo com essas tradições, lidando com o conceito de “desdobramento” (“unfolding”), que pode incluir uma vasta gama de experiências: aderência, resistência, apropriação, reinterpretação, incorporação, entre outras. 

4.       No primeiro conjunto de textos, aqui apresentado, o tema central é justamente o problema da relação entre a construção das identidades e o diálogo com a alteridade, questão-chave para países que se constituíram a partir do cruzamento de etnias, culturas, tradições. Serão abordados temas que se referem à construção e ao trânsito de tradições indígenas, afro-americanas e orientais nas artes produzidas em diferentes lugares da América Latina, desdobrando questões como etnografia artística, indianismo, representações da alteridade, africanidade, artistas mulheres, literatura gauchesca, entre outras.