. O SALÃO DE 1925. O "vernissage" de ontem na Escola de Belas Artes. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 12 ago. 1925, p. 2. - Egba

O SALÃO DE 1925. O "vernissage" de ontem na Escola de Belas Artes. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 12 ago. 1925, p. 2.

De Egba

Edição feita às 23h03min de 30 de Setembro de 2010 por Egba (Discussão | contribs)

Como sói acontecer anualmente, houve, ontem, o “vernissage” da 32a. Exposição Geral de Belas Artes, que será oficialmente inaugurada hoje, à 1 hora da tarde.

O “vernissage”, que teve seletos e numerosos visitantes, faz augurar que o Salão de 1925 terá bastante brilho.

O que se viu ontem deixa patente o carinho com que não só a comissão diretora, composta dos professores Baptista da Costa, Archimedes Memoria e Theodoro Braga, como todos os expositores, cuidaram da organização do nosso principal certame de arte. Os trabalhos expostos, já pelo valor quantitativo, já pela qualidade, causam agradável impressão, tendo-se também patente aos notáveis progressos dos novos e do aperfeiçoamento dos que já tiveram um nome consagrado em exposições anteriores.

A exposição está instalada em cinco grandes salões da escola e o seu júri ficou assim constituído:

Pintura: professores Rodolpho Amoedo, Lucilio de Albuquerque, Marques Junior, Rodolpho Chambelland e Timotheo da Costa [João Timotheo da Costa].

Arquitetura: Gastão Bahiana, Morales de los Rios, Raphael Galvão, Saldanha da Gama e Raul Pena Firme.

Gravura em medalhas e escultura: Corrêa Lima, Augusto Girardet, Petrus Verdier, Modestino Kanto e Magalhães Corrêa.

Artes aplicadas: Nereu Sampaio, A. Memória, Adalberto Mattos e Corrêa Lima.

Gravura e litografias: Modesto Brocos, B. Traidler [sic], Adalberto Mattos e Nereu Sampaio.

Para o prêmio de viagem, há, este ano, apenas seis concorrentes, que são, em pintura Sarah Villela de Figueiredo, Cadmo F. de Souza, Garcia Bento e Armando Martins Vianna, e em gravura de medalhas e pedras preciosas, Jorge Soubre e Francisco Gomes Marinho.

Entre os presentes ao “vernissage” estava o maharadja de Kapurtala, que examinou com atenção os trabalhos expostos e depois esteve alguns momentos no gabinete da diretoria da Escola, em palestra com os professores Baptista da Costa e Theodoro Braga.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Arthur Valle

O SALÃO DE 1925. O "vernissage" de ontem na Escola de Belas Artes. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 12 ago. 1925, p. 2.

Ferramentas pessoais
sites relacionados