. O SALÃO DE 1912. A Noticia, Rio de Janeiro, 3-4 set. 1912, p.3. - Egba

O SALÃO DE 1912. A Noticia, Rio de Janeiro, 3-4 set. 1912, p.3.

De Egba

(Diferença entre revisões)
(Nova página: ---- '''Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim''' '''Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz''' O SALÃO DE 1912. A Noticia, Rio de Janeiro, 3-4 set. 1912, p.3.)
Revisão atual (00h54min de 6 de Setembro de 2012) (ver código)
 
(12 edições intermediárias não estão sendo exibidas.)
Linha 1: Linha 1:
 +
Certo o "Salão" é a nota sensacional deste ano, invadindo o visitante em agradável bem estar pela afirmação positiva de que existe, neste país, um punhado de artistas fortes, cuja confiança no seu valor o ambiente dissolvente não conseguia ainda absorver.
 +
 +
Nos anais da nossa Escola não há notícia de um certame tão bem equilibrado e tão concorrido, já pelo grande número de trabalhos, já pelo valor deles, dando a impressão perfeita do ressurgimento da esperança e do alento no nosso meio artístico, e, o prêmio de viagem vem, por certo, por em dificuldades o Júri, tal o valor dos muitos jovens que a ele concorrem.
 +
 +
Sabemos que disputam o prêmio: "[[Bordon]]" com sete magníficas paisagens, algumas delas de um colorido excepcionalmente real, como ''Nenúfares''.
 +
 +
"[[Pedro Bruno]]" com três quadros em que se destaca "[Manhã azul]" de um belíssimo efeito e colorido.
 +
 +
"[[Gutruman Bicho]]" [sic], com quatro retratos de um acabamento perfeito e um estudo, "Paisagem".
 +
 +
"[[Alvaro Teixeira]]", com "Reverência" e [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:1912_09_03_img1.jpg "Desalento de Orfeu"], que vêm provar quanto há a esperar, desse jovem artista.
 +
 +
"[[Coelho de Magalhães]]", com cinco trabalhos de mérito, como "Curiosos", que é uma tela de muita vida.
 +
 +
"[[Fanzeres]]", com treze trabalhos de uma coloração inspirada, como o "Crepúsculo", deliciosa paisagem vespertina, inspirado num capítulo do "Dentro da Vida", de A. Fanzeres.
 +
 +
"[[Navarro da Costa]]", com uma marinha "Remanso", em que se sente a intensa arte que o ditou.
 +
 +
"[[Capllonch]]", com o seu tríptico [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:1912_09_08_capplonch2.jpg "Salomé"] inspirado em Wilde, é um quadro de fôlego em que o artista demonstra temperamento, fibra e talento.
 +
 +
E, muito outros artistas expõem trabalhos onde primam nuns a delicadeza de cor, noutros o delírio de luz e noutros o extraordinário da inspiração e, em quase todos, a perfeita execução.
 +
 +
[[Amoedo]], [[Arnaldo de Carvalho]], D. [[Angelina Agostini]], Timotheo da Costa <nowiki>[</nowiki>[[Arthur Timotheo da Costa]]<nowiki>]</nowiki>, [[Annibal Mattos]], [[Antonio Zoffi]] [sic], [[Delfino]], [[Aurelio Figueiredo]], [[Arnau]], [[Augusto Petit]], [[Baptista da Costa]], [[Treidler]], [[Teixeira Bastos]], [[Bute]], [[Brocos]], [[Bastidas]], [[viscondessa de Cistello]], [[Cordeiro]] [[de Servy]] [sic], Carlos <nowiki>[</nowiki>[[Carlos Chambelland]]<nowiki>]</nowiki> e [[Rodolfo Chambelland]], D. [[Carlota Laboriau]], [[Domeneck]], Trotte [?], [[Pullete]] [sic] [[Emiliano Praxedes]], [[Luiza Guimarães]] [sic], D. [[Francisca Leão]], D. [[Fedora R. Monteiro]], D. [[Georgina de Albuquerque]], [[Magni]] [[Sellinger]], D. [[Isolina Machado]], [[Lucilia de Albuquerque]] [sic], [[Mme. Lebelle]], D. [[Laura Saint Brisson]], D. [[Sylvia Meyer]], [[José Malhôa]], [[Paneroi]], [[João Timotheo da Costa]], [[Visconti]] e com esculturas admiráveis os Srs.: [[Pitanga]], [[Antonio Mattos]] [sic] <nowiki>[</nowiki>[[Antonino Mattos]]<nowiki>]</nowiki>, [[Bibiano Silva]], [[Covrine]] [sic], [[Corrêa Lima]], Andrade, [[Modestino Couto]] [sic], [[Verdré]] [sic], [[Pinto do Couto]], [[Rodas]] e [[Rodrigues Moreira]]; em medalhas apresentaram esplêndidos trabalhos os artistas [[Girardet]], [[Adalberto Mattos]] e [[Accacio Moreira]], de cujos trabalhos não podemos falar nesta nossa curta e despretensiosa notícia.
 +
----
----

Revisão atual

Certo o "Salão" é a nota sensacional deste ano, invadindo o visitante em agradável bem estar pela afirmação positiva de que existe, neste país, um punhado de artistas fortes, cuja confiança no seu valor o ambiente dissolvente não conseguia ainda absorver.

Nos anais da nossa Escola não há notícia de um certame tão bem equilibrado e tão concorrido, já pelo grande número de trabalhos, já pelo valor deles, dando a impressão perfeita do ressurgimento da esperança e do alento no nosso meio artístico, e, o prêmio de viagem vem, por certo, por em dificuldades o Júri, tal o valor dos muitos jovens que a ele concorrem.

Sabemos que disputam o prêmio: "Bordon" com sete magníficas paisagens, algumas delas de um colorido excepcionalmente real, como Nenúfares.

"Pedro Bruno" com três quadros em que se destaca "[Manhã azul]" de um belíssimo efeito e colorido.

"Gutruman Bicho" [sic], com quatro retratos de um acabamento perfeito e um estudo, "Paisagem".

"Alvaro Teixeira", com "Reverência" e "Desalento de Orfeu", que vêm provar quanto há a esperar, desse jovem artista.

"Coelho de Magalhães", com cinco trabalhos de mérito, como "Curiosos", que é uma tela de muita vida.

"Fanzeres", com treze trabalhos de uma coloração inspirada, como o "Crepúsculo", deliciosa paisagem vespertina, inspirado num capítulo do "Dentro da Vida", de A. Fanzeres.

"Navarro da Costa", com uma marinha "Remanso", em que se sente a intensa arte que o ditou.

"Capllonch", com o seu tríptico "Salomé" inspirado em Wilde, é um quadro de fôlego em que o artista demonstra temperamento, fibra e talento.

E, muito outros artistas expõem trabalhos onde primam nuns a delicadeza de cor, noutros o delírio de luz e noutros o extraordinário da inspiração e, em quase todos, a perfeita execução.

Amoedo, Arnaldo de Carvalho, D. Angelina Agostini, Timotheo da Costa [Arthur Timotheo da Costa], Annibal Mattos, Antonio Zoffi [sic], Delfino, Aurelio Figueiredo, Arnau, Augusto Petit, Baptista da Costa, Treidler, Teixeira Bastos, Bute, Brocos, Bastidas, viscondessa de Cistello, Cordeiro de Servy [sic], Carlos [Carlos Chambelland] e Rodolfo Chambelland, D. Carlota Laboriau, Domeneck, Trotte [?], Pullete [sic] Emiliano Praxedes, Luiza Guimarães [sic], D. Francisca Leão, D. Fedora R. Monteiro, D. Georgina de Albuquerque, Magni Sellinger, D. Isolina Machado, Lucilia de Albuquerque [sic], Mme. Lebelle, D. Laura Saint Brisson, D. Sylvia Meyer, José Malhôa, Paneroi, João Timotheo da Costa, Visconti e com esculturas admiráveis os Srs.: Pitanga, Antonio Mattos [sic] [Antonino Mattos], Bibiano Silva, Covrine [sic], Corrêa Lima, Andrade, Modestino Couto [sic], Verdré [sic], Pinto do Couto, Rodas e Rodrigues Moreira; em medalhas apresentaram esplêndidos trabalhos os artistas Girardet, Adalberto Mattos e Accacio Moreira, de cujos trabalhos não podemos falar nesta nossa curta e despretensiosa notícia.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz

O SALÃO DE 1912. A Noticia, Rio de Janeiro, 3-4 set. 1912, p.3.

Ferramentas pessoais
sites relacionados