. O DIA DOS ARTISTAS - A inauguração do “salon” - Um aspecto da XX Exposição Geral de Belas Artes. A Noite, Rio de Janeiro, 1 set. 1913, p.1. - Egba

O DIA DOS ARTISTAS - A inauguração do “salon” - Um aspecto da XX Exposição Geral de Belas Artes. A Noite, Rio de Janeiro, 1 set. 1913, p.1.

De Egba

Foi inaugurada hoje, pelo Sr. Presidente da República, a XX Exposição Geral de Belas Artes.

S. Ex. foi recebido na porta da Escola de Belas Artes pelo seu diretor e membros da comissão organizadora do “salon”, que o acompanharam na sua rápida e apressada visita feita ao mesmo, retirando-se pouco tempo depois, sendo acompanhado até a porta com as mesmas formalidades.

O atual “salon” é, talvez, um dos melhores que ultimamente se têm feito.

Todos os artistas trabalharam e bem.

Na seção de pintura lá encontramos os mestres como Baptista da Costa, sempre sincero dentro da sua arte. Pons Arnau é, talvez o “clou” deste ano, com os seus belíssimos retratos. Fiuza expõe um quadro de assunto muito original [Imagem], onde existem sérias dificuldades de desenho, galhardamente vencidas e inspirado num belo soneto de Oscar Lopes, muito bem interpretado pelo pintor.

Luiz Christofle [sic], Alvim Menge, Lucilio, Latour, Carlos Oswaldo, Chambelland, Arthur Timotheo, Angelina Agostini, De Servi, Arnaldo de Carvalho e muitos outros, muito bem representados.

Na seção de escultura, Corrêa Lima expõe o seu formoso trabalho, a “Estela” de Gonzaga Duque, o único crítico de arte que o Brasil possuiu e cuja vaga até hoje não foi preenchida.

Antonino Mattos tem um dificílimo trabalho muito bem executado.

Na seção de escultura, há o busto do Dr. Oliveira Lima. O Dr. Oliveira Lima é um destes homens que toda a gente admira. Diplomata e homem de letras, é um intelectual de altos merecimentos.

Parece-nos que seria esta a qualidade que deveria apaixonar os que pretenderam representá-lo. Nada disso. Para os seus intérpretes, o Dr. Oliveira Lima é simplesmente um homem gordo.

Em qualquer dos dois trabalhos há uma grande falta de intelectualidade.

Na seção de gravura, Girardet e Adalberto Mattos concorrem com bons trabalhos.


Imagens

"Jogando a malha" de Antonio Mellor, [sic] [Antonino Mattos] um dos bons trabalhos da seção de escultura

O “Retrato de Mmme. H. T. e seus filhos”, de Pons Arnau, um dos melhores trabalhos do “Salon”


Digitalização de Arthur Valle

Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar

O DIA DOS ARTISTAS - A inauguração do “salon” - Um aspecto da XX Exposição Geral de Belas Artes. A Noite, Rio de Janeiro, 1 set. 1913, p.1.

Ferramentas pessoais
sites relacionados