. NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 26 ago. 1928, p. 15. - Egba

NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 26 ago. 1928, p. 15.

De Egba

O PRÊMIO DE VIAGEM DO “SALÃO” - O júri das quatro seções da Exposição Geral de Belas Artes atribuiu, este ano, por unanimidade de votos, o prêmio de viagem ao pintor Sr. Candido Portinari.

Entre os que concorreram a esta prova de estímulo, se bem que no “salão” de 1928 os candidatos à viagem não se apresentassem com largas vistas e com trabalhos de mérito indiscutível, o Sr. Portinari, entretanto, surgiu com certo vigor na sua arte muito expressiva, com uma grande demonstração de amor à sua arte e com a mais acentuada tendência para um trabalho que, bem orientado, o levará a belos triunfos.

Muito de propósito, na nossa primeira apreciação sobre a atual exposição oficial de belas artes, eximimo-nos de referências aos candidatos ao prêmio de viagem, no delicado desígnio de não anteceder juízos que poderiam prejudicar os concorrentes.

Reservamo-nos, pois, para, em breve, apreciar, segundo um sincero conceito nosso, os trabalhos apresentados e, então, traduzir a impressão que nos deixaram os expositores em geral, particularmente, os concorrentes ao desejado prêmio que, aliás, pela sua exiguidade não tem senão o valor moral de sua expressão de estímulo.

Aliás o Sr. Candido Portinari já é um agraciado da Escola de Belas Artes, tendo conquistado medalha de bronze em 1923, pequena medalha de prata em 1925 e grande medalha de prata em 1927.

Estava, pois, em escala ascendente e chega ao píncaro das conquistas oficiais.

O seu talento e o seu trabalho honesto lhe garantirão outras mais significativas para a vida de um artista, na acepção lata do termo.

Assim seja.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz

NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 26 ago. 1928, p. 15.

Ferramentas pessoais
sites relacionados