. NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 11 out. 1907, p. 3. - Egba

NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 11 out. 1907, p. 3.

De Egba

A seção de escultura da atual Exposição contém cinco expositores e dez trabalhos.

Como de boa educação, comecemos pelos estrangeiros e falemos do busto em bronze do Sr. Antonio Parreiras pelo escultor francês Marc Robert.

Diz o catálogo que se trata de um artista premiado muitas vezes na Escola de Belas-Artes e no Salon de Paris, e isso não causa admiração vendo-se o seu savoir-faire largo, hábil e atrevido. O busto do Sr. Parreiras não é simplesmente um retrato; é quase um traço biográfico, uma expressão característica, uma feição saliente de um temperamento muito móvel, cujas faces tanto físicas como espirituais foram apanhadas com muita sutileza.

Do retrato do Sr. F. G. em bronze, pelo escultor espanhol José V. Ferrer, já tivemos ocasião de falar. Então, salientemos, a par da finura de expressão e da boa fatura da cabeça, a desproporção entre esta e o corpo e o corte desagravel [sic], na parte superior dos membros inferiores. Esses senões não nos devem impedir de reconhecer que o artista espanhol é um escultor que é senhor da técnica da sua arte.

Corrêa Lima, o já laureado discípulo de Rodolpho Bernardelli, tem um pequeno nu, a que deu o nome de Iracema.

Modelado com grande cuidado e finura, habilmente equilibrado em uma postura graciosa, o seu trabalho é mais um bom estudo realista do nu, diríamos quase um estudo acadêmico, do que uma concepção, e muito menos uma interpretação da heroína de José de Alencar.

Revela-se este ano outro discípulo talentoso de Rodolpho Bernardelli, e que com as lições do mestre e esforço aturado há de ir longe: é o Sr. Joaquim Rodrigues Moreira Junior que expõe um pequeno nu em gesso, denominado Pensativo.

Nesse trabalho, que contém senões, como por exemplo, as pernas muito compridas e mal modeladas, principalmente nas articulações, há, no entanto, coisas reveladoras de um temperamento artístico e de grande talento.

O menino nu tem simplicidade e sentimento e certo encanto na posição bastante sugestiva. Sem que queiramos nem de leve insinuar qualquer suspeita de imitação, essa estatueta do novel escultor faz vir ao espírito a lembrança de Caim de Teixeira Lopes.

O Sr. Honorio da Cunha e Mello, outro talentoso discípulo de Rodolpho Bernardelli, já premiado em anterior exposição, tem um expressivo busto de mulher.

E last but not least, quatro trabalhos em gesso e um em bronze da Senhora D. Nicolina de Assis, todos bustos, mas dos quais apenas um é retrato. Este, que é feito com certo vigor, tem caráter e expressão, e é modelado com amor, é o retrato do ator italiano Gravina. Os outros são figuras ideais, bastante atraentes, modeladas por uma mão delicada e experimentada.


Digitalização de Arthur Valle

Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar

NOTAS DE ARTE. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 11 out. 1907, p. 3.

Ferramentas pessoais
sites relacionados