. EXPOSIÇÃO Geral de Belas Artes - O VERNISSAGE - A INAUGURAÇÃO. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 1 set. 1902, p.1. - Egba

EXPOSIÇÃO Geral de Belas Artes - O VERNISSAGE - A INAUGURAÇÃO. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 1 set. 1902, p.1.

De Egba

Trouxemos muito boa impressão da rápida visita que fizemos ontem à Exposição Geral de Belas-Artes, por ocasião do vernissage.

Abundante e variado o presente Salão contém muitas obras de valor, algumas das quais dignas dos mais cultos centros de arte.

Não mais quadros grandes e incompletos como alguns que apareceram nos Salões anteriores, mas numerosas telas de dimensões modestas, porém cheias de mérito.

Quase todos os nossos artistas consagrados e por consagrar estão representados, mostrando que o ano de 1902 foi fecunda e proveitosamente ocupado por um labor consciencioso e esforçado. Além disso alguns novos firmam o seu nome e manifestam-se artistas verdadeiros no Salão deste ano, dando-lhe maior interesse.

Circunstância curiosa: uma das partes mais importantes da exposição é formada pelos retratos que são muitos e bons, havendo 10 ou 12 positivamente dignos dos incondicionais elogios. Citaremos de passagem os dos Srs. Ronchini, Rouede e Curcino, por Henrique Bernardelli; o do Sr. Malagutti, por Lucilio de Albuquerque; o da Sra. Julieta França, por João Macedo; o do presidente da Sociedade Espanhola de Beneficência, por Modesto Brocos, o do Sr. Joaquim Murtinho, por Drindler [sic], e outros feitos pelos Srs. Rodolpho Amoedo, Eugenio Latour o Girardet.

Notamos ainda uma agradável fantasia de Malagutti, excelentes paisagens de João Baptista da Costa, que se tem desenvolvido vantajosamente, composição e desenhos primorosos de Eliseu Visconti, um bom trabalho de Evencio Nunes, gravuras magníficas de Augusto Girardet, especialmente as medalhas e a gravura do monumento do 4º centenário, fantasias vigorosas de Helios Seelinger, etc.

A escultura está representada pelo Sr. Corrêa Lima, que regressou da Europa após dois anos de bem aproveitado estudo e expõe um grande grupo de gesso A morte de Abel, com qualidades brilhantes e três pequeninos e graciosos bronzes e um busto de mármore feito com extrema delicadeza e sentimento.

É uma exposição interessantíssima da qual nos ocuparemos detidamente. Por hoje aí ficam estas notas muito ligeiras chamando a atenção do público para o Salão de 1902.

Hoje, ao meio-dia a exposição será inaugurada solenemente pelo Sr. Dr. Campos Salles.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz

EXPOSIÇÃO Geral de Belas Artes - O VERNISSAGE - A INAUGURAÇÃO. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 1 set. 1902, p.1.

Ferramentas pessoais
sites relacionados