. EXPOSIÇÃO Geral de Belas-Artes. A Inauguração. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 2 set. 1902, p.2. - Egba

EXPOSIÇÃO Geral de Belas-Artes. A Inauguração. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 2 set. 1902, p.2.

De Egba

Foi enorme a concorrência ontem à inauguração da 9ª Exposição Geral de Belas-Artes, ultrapassando muito a dos anos anteriores.

Era tal o número de visitantes que era quase impossível ver os quadros.

O Sr. Dr. Campos Salles, presidente da República, chegou às 11 horas à Escola de Belas-Artes, sendo recebido no vestíbulo pelo ilustre escultor Rodolpho Bernardelli, diretor, Diogo Chalréo, secretario da escola, e os professores Henrique Bernardelli, Dr. Araujo Vianna, Carlos Cianconi e Augusto Girardet.

S. Ex. visitou detidamente a exposição, demorando-se especialmente diante das paisagens e retratos de Bernardelli, uma fantasia de Augusto Petit, os retratos de Osório, do Dr. Joaquim Murtinho, de outros pintados por Modesto Brocos, das Oréades de Visconti, as gravuras de Girardet. Provocaram-lhe calorosos elogios as esculturas do Sr. Corrêa Lima. O Sr. presidente da República fez se apresentar o jovem artista, felicitando-o cordialmente.

S.Ex. visitou ainda o salão da diretoria, examinando as mobílias antigas, a biblioteca e o salão de escultura onde estão as célebres obras de Bernadelli [sic]: O Cristo e a Adúltera, a Faceira, o atelier de modelagem a gesso e a aula de modelo vivo.

Tanto à entrada como à saída do Sr. presidente da República a banda do 3º batalhão de polícia, postada no vestíbulo, tocou o hino nacional.

Voltaremos a tratar minuciosamente da presente exposição, que contém numerosas obras de valor e constitui mais um título de glória para os seus prestimosos organizadores, assim como para os artistas que nela concorrem.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz

EXPOSIÇÃO Geral de Belas-Artes. A Inauguração. Gazeta de Noticias, Rio de Janeiro, 2 set. 1902, p.2.

Ferramentas pessoais
sites relacionados