. ESCOLA Nacional de Belas Artes. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 13 nov. 1922, p.2. - Egba

ESCOLA Nacional de Belas Artes. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 13 nov. 1922, p.2.

De Egba

Inauguram-se, hoje, na Escola Nacional de Belas Artes, as Exposições de Arte Contemporânea e de Arte Retrospectiva, com as quais esse estabelecimento de ensino comemoria [sic] o 1o centenário da independência do Brasil.

Terão ingresso na ocasião da inauguração oficial, pelo Sr. Presidente da República (às 2 horas), somente as altas autoridades civis e militares, os membros do Conselho Superior de Belas Artes, os professores da Escola, os expositores quer da Exposição de Arte Contemporânea, quer da Exposição de Arte Retrospectiva, os representantes da imprensa e os convidados que exibirem os convites para essa hora (convites e envelopes brancos)

Os portadores dos convites azuis e os alunos da escola, só terão ingresso das 4 horas em diante. Estes, mediante o cartão de matrícula.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Arthur Valle

ESCOLA Nacional de Belas Artes. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 13 nov. 1922, p.2.

Ferramentas pessoais
sites relacionados