. DÉCIMO salão de belas artes. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 3 set. 1903, p.1. - Egba

DÉCIMO salão de belas artes. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 3 set. 1903, p.1.

De Egba

Ainda ontem foi muito visitada a exposição de belas artes.

O Sr. Antonio José Dias de Castro adquiriu o quadro O pescador (21) de João Baptista da Costa, de quem já nos ocupamos.

O quadro é isto: uma umbaúba destacando-se flores quaresmais, uma ladeira, de relva amarelecida, dourada de sol; ao lado, um rio, que vem de longe, de uma curva; à beira do rio, um pescador, de caniço, a linha dentro d’água diáfana.

Alberto Delpino tem três quadros expostos, entre os quais sobressaem: Mariazinha (109) e Tarde na roça (111).

Este pintor é um dos laureados pela Escola de Belas Artes e ultimamente foi premiado, em 2º lugar, por ocasião da exposição do 4º centenário.

O primeiro prêmio coube a Victor Meirelles, o saudoso mestre.

A cerâmica de Visconte [sic], queimada ao fogo de Mufla, nas manufaturas Ludolf, de Jeronymo de Mesquita, é digna de todo o apreço e de todo o encômio, pela lindeza das formas e escolha dos temas decorativos, todos nacionais.

Domingo próximo, daremos, sobre o salão, uma crônica do nosso companheiro Agenor Carvoliva.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Andrea Garcia Dias da Cruz

DÉCIMO salão de belas artes. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 3 set. 1903, p.1.

Ferramentas pessoais
sites relacionados