. BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 5 dez. 1922, p. 3. - Egba

BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 5 dez. 1922, p. 3.

De Egba

A “Medalha de Honra” do Salão deste ano

Os artistas medalhados que concorrem ao salão deste ano estiveram reunidos para conferir a “Medalha de Honra”. Compareceram vinte e cinco artistas e a distinção máxima coube ao pintor Elyseu Visconti.

Muito merecida essa homenagem a um dos expoentes, se não o maior expoente da pintura brasileira.

Presidiu a reunião o professor Rodolpho Amoêdo, sendo a vitória do pintor Elyseu Visconti alcançada logo no primeiro escrutínio.

Analisada em seu conjunto, a bagagem desse artista justifica plenamente e de sobra a homenagem recebida. O pintor Elyseu Visconti, cuja vida tem sido toda ela consagrada à arte e pela arte, acaba, pois, de ter a confortável satisfação de ver aplaudida, admirada e distinguida pelos colegas a sua carreira brilhante e vitoriosa. Foi um belo gesto, foi mesmo um ato de justiça praticado pelos artistas do salão deste ano.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Arthur Valle

BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 5 dez. 1922, p. 3.

Ferramentas pessoais
sites relacionados