. BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 29 ago. 1923, p.3. - Egba

BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 29 ago. 1923, p.3.

De Egba

(Diferença entre revisões)
Revisão atual (17h13min de 13 de Setembro de 2010) (ver código)
 
(3 edições intermediárias não estão sendo exibidas.)
Linha 3: Linha 3:
'''NOTAS E IMPRESSÕES'''
'''NOTAS E IMPRESSÕES'''
-
A exposição geral deste ano tem despertado bastante interesse, nota muito simpática para os que almejam o desenvolvimento da nossa visa artística.
+
A exposição geral deste ano tem despertado bastante interesse, nota muito simpática para os que almejam o desenvolvimento da nossa vida artística.
-
Continuando no registro das impressões que colhemos nesse certame, cumpre-nos falar, agora, da contribuição a ele levada pelo senhor [[Augusto Bracet]], com a tela intitulada [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:O_Jornal_1923.08.29_ab.jpg "Direito de asilo"]. Esse quadro é, ao nosso ver, uma das produções mais fortes e equilibradas do salão. Ele deixou uma impressão duradoura no nosso espírito.
+
Continuando no registro das impressões que colhemos nesse certame, cumpre-nos falar, agora, da contribuição a ele levada pelo senhor [[Augusto Bracet]], com a tela intitulada [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:O_Jornal_1923.08.29_ab.jpg "Direito de asilo"]. Esse quadro é, a nosso ver, uma das produções mais fortes e equilibradas do salão. Ele deixou uma impressão duradoura no nosso espírito.
Inspirou-se o artista em episódio histórico da idade média, no direito que tinham os templos e os bosques sagrados do paganismo, de proteger os culpados. Esse direito foi transferido para as igrejas cristãs. O imperador Leão proibia que se arrancasse alguém desses asilos.
Inspirou-se o artista em episódio histórico da idade média, no direito que tinham os templos e os bosques sagrados do paganismo, de proteger os culpados. Esse direito foi transferido para as igrejas cristãs. O imperador Leão proibia que se arrancasse alguém desses asilos.
Linha 11: Linha 11:
O quadro do pintor Augusto Bracet apresenta o interior de um convento, estilo gótico-romano. A meio da escadaria, esgueirada junto à coluna, uma figura de pecadora procura esconder-se da turba que ulula à porta e é contida por um religioso de braços abertos. Essa figura de mulher é a nota dominante do quadro. Ela está em desalinho. O manto que a envolvia, caiu por terra, deixando a descoberta as linhas esculturais das suas formas lindas. No seu rosto estampa-se um misto de pavor e de curiosidade. Foi esse momento que o pintor passou para a tela, e o fez com felicidade e talento; fê-lo de maneira honesta, deixando ali, palpitante de verdade e de sentimento, tudo quanto fora justo exigir dele.
O quadro do pintor Augusto Bracet apresenta o interior de um convento, estilo gótico-romano. A meio da escadaria, esgueirada junto à coluna, uma figura de pecadora procura esconder-se da turba que ulula à porta e é contida por um religioso de braços abertos. Essa figura de mulher é a nota dominante do quadro. Ela está em desalinho. O manto que a envolvia, caiu por terra, deixando a descoberta as linhas esculturais das suas formas lindas. No seu rosto estampa-se um misto de pavor e de curiosidade. Foi esse momento que o pintor passou para a tela, e o fez com felicidade e talento; fê-lo de maneira honesta, deixando ali, palpitante de verdade e de sentimento, tudo quanto fora justo exigir dele.
-
O pintor [[Fernandes Machado]] enviou uma composição em que procurou exaltar a bondade e o altruísmo da mulher patrícia, alistando-se na Cruz Vermelha brasileira. É um aspecto do campo de batalha. Onde e em que época se desenrolou aquela cena? Trabalho de ficção? Pura fantasia? o Sr. Fernandes Machado revela com essa obra um espírito hábil e imaginoso.
+
O pintor [[Fernandes Machado]] enviou uma composição em que procurou exaltar a bondade e o altruísmo da mulher patrícia, alistando-se na Cruz Vermelha brasileira. É um aspecto do campo de batalha. Onde e em que época se desenrolou aquela cena? Trabalho de ficção? Pura fantasia? O sr. Fernandes Machado revela com essa obra um espírito hábil e imaginoso.
Representa o quadro em questão, uma dama da Cruz Vermelha, que, no ato de socorrer um oficial do Exército, ferido e já em agonia, reconhece nele seu esposo. Transe de indescritível angústia, em que ao feminino coração acode, apenas, a idéia e o desejo de morte. Eis, senão quando, no ambiente obscurecido de fumo, gazes e poeira, de tantos explosivos de guerra, uma cruz mística surge e avulta, atraindo os olhares dos raros sobreviventes da batalha. [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_fmachado.jpg "O símbolo da fé mais uma vez repete o milagre da salvação: aos desesperados da terra só o consolo deixado por Cristo..."]
Representa o quadro em questão, uma dama da Cruz Vermelha, que, no ato de socorrer um oficial do Exército, ferido e já em agonia, reconhece nele seu esposo. Transe de indescritível angústia, em que ao feminino coração acode, apenas, a idéia e o desejo de morte. Eis, senão quando, no ambiente obscurecido de fumo, gazes e poeira, de tantos explosivos de guerra, uma cruz mística surge e avulta, atraindo os olhares dos raros sobreviventes da batalha. [http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_fmachado.jpg "O símbolo da fé mais uma vez repete o milagre da salvação: aos desesperados da terra só o consolo deixado por Cristo..."]
Linha 17: Linha 17:
A cabeça do oficial moribundo repousa sobre um tambor envolto pelo pavilhão nacional, destinado a servir de mortalha ao herói que o defendeu.
A cabeça do oficial moribundo repousa sobre um tambor envolto pelo pavilhão nacional, destinado a servir de mortalha ao herói que o defendeu.
-
Tem qualidades muito apreciáveis "Os sapatos do netinho", envio do Sr. [[Cadmo de Souza]], que, já no ano passado, teve a sua medalhinha de bronze.
+
Tem qualidades muito apreciáveis "Os sapatos do netinho", envio do sr. [[Cadmo de Souza]], que, já no ano passado, teve a sua medalhinha de bronze.
-
O Sr. [[Manoel Faria]] está representado com dois retratos. esperamos melhor oportunidade para um julgamento de seus trabalhos.
+
O sr. [[Manoel Faria]] está representado com dois retratos. Esperamos melhor oportunidade para um julgamento de seus trabalhos.
Esses retratos mostram que não é ele uma negação para a arte, mas, faltam-lhe ainda conhecimentos de desenho e mais justeza de colorido.
Esses retratos mostram que não é ele uma negação para a arte, mas, faltam-lhe ainda conhecimentos de desenho e mais justeza de colorido.
Linha 27: Linha 27:
Uma excelente marinha, um aspecto de luz hibernal colhida nas nossas praias, a contribuição do príncipe [[Paulo Gagarin]]. A luz é muito meiga, a massa líquida do mar largo está bem apresentada. As ondas têm movimento e morrem, espraiando-se, preguiçosamente por sobre a brancura do imenso areal.
Uma excelente marinha, um aspecto de luz hibernal colhida nas nossas praias, a contribuição do príncipe [[Paulo Gagarin]]. A luz é muito meiga, a massa líquida do mar largo está bem apresentada. As ondas têm movimento e morrem, espraiando-se, preguiçosamente por sobre a brancura do imenso areal.
-
O pintor alemão Sr. [[Hans Paap]], de passagem pela nossa cidade enviou ao salão meia dúzia de telas, com aspectos colhidos na Tijuca e na Gávea. Não conseguiu esse artista interpretar a nossa natureza, com felicidade nem justeza, tão extravagante nos pareceram a técnica e o colorido das mesmas.
+
O pintor alemão sr. [[Hans Paap]], de passagem pela nossa cidade enviou ao salão meia dúzia de telas, com aspectos colhidos na Tijuca e na Gávea. Não conseguiu esse artista interpretar a nossa natureza, com felicidade nem justeza, tão extravagante nos pareceram a técnica e o colorido das mesmas.
-
É um ótimo retrato de sua esposa <nowiki>[</nowiki>[http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_tb.jpg '''Imagem''']<nowiki>]</nowiki> o que enviou o Sr. [[Theodoro Braga]], artista, cuja contribuição será objeto de maiores considerações, ao tratarmos da arte aplicada.
+
É um ótimo retrato de sua esposa <nowiki>[</nowiki>[http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_tb.jpg '''Imagem''']<nowiki>]</nowiki> o que enviou o sr. [[Theodoro Braga]], artista, cuja contribuição será objeto de maiores considerações, ao tratarmos da arte aplicada.
-
Pelo Sr. [[Edgard Parreiras]] foi enviada uma paisagem em que domina o tronco de uma velha mangueira <nowiki>[</nowiki>[http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_eparreiras.jpg '''Imagem''']<nowiki>]</nowiki>, Estão reafirmadas nesse trabalho as qualidades do artista. Não haveria mais encanto e mais poesia se figurasse no quadro, em toda a sua plenitude, a larga copa dessa árvore secular?
+
Pelo sr. [[Edgard Parreiras]] foi enviada uma paisagem em que domina o tronco de uma velha mangueira <nowiki>[</nowiki>[http://www.dezenovevinte.net/egba/index.php?title=Imagem:Ib_1923_eparreiras.jpg '''Imagem''']<nowiki>]</nowiki>, Estão reafirmadas nesse trabalho as qualidades do artista. Não haveria mais encanto e mais poesia se figurasse no quadro, em toda a sua plenitude, a larga copa dessa árvore secular?
----
----
Linha 43: Linha 43:
'''Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim'''
'''Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim'''
-
'''Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar'''^
+
'''Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar'''
-
<hide>BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 29 ago. 1923, p.3.</hide>
+
BELAS ARTES. [[O Jornal]], Rio de Janeiro, 29 ago. [[1923]], p.3.

Revisão atual

O SALÃO DESTE ANO

NOTAS E IMPRESSÕES

A exposição geral deste ano tem despertado bastante interesse, nota muito simpática para os que almejam o desenvolvimento da nossa vida artística.

Continuando no registro das impressões que colhemos nesse certame, cumpre-nos falar, agora, da contribuição a ele levada pelo senhor Augusto Bracet, com a tela intitulada "Direito de asilo". Esse quadro é, a nosso ver, uma das produções mais fortes e equilibradas do salão. Ele deixou uma impressão duradoura no nosso espírito.

Inspirou-se o artista em episódio histórico da idade média, no direito que tinham os templos e os bosques sagrados do paganismo, de proteger os culpados. Esse direito foi transferido para as igrejas cristãs. O imperador Leão proibia que se arrancasse alguém desses asilos.

O quadro do pintor Augusto Bracet apresenta o interior de um convento, estilo gótico-romano. A meio da escadaria, esgueirada junto à coluna, uma figura de pecadora procura esconder-se da turba que ulula à porta e é contida por um religioso de braços abertos. Essa figura de mulher é a nota dominante do quadro. Ela está em desalinho. O manto que a envolvia, caiu por terra, deixando a descoberta as linhas esculturais das suas formas lindas. No seu rosto estampa-se um misto de pavor e de curiosidade. Foi esse momento que o pintor passou para a tela, e o fez com felicidade e talento; fê-lo de maneira honesta, deixando ali, palpitante de verdade e de sentimento, tudo quanto fora justo exigir dele.

O pintor Fernandes Machado enviou uma composição em que procurou exaltar a bondade e o altruísmo da mulher patrícia, alistando-se na Cruz Vermelha brasileira. É um aspecto do campo de batalha. Onde e em que época se desenrolou aquela cena? Trabalho de ficção? Pura fantasia? O sr. Fernandes Machado revela com essa obra um espírito hábil e imaginoso.

Representa o quadro em questão, uma dama da Cruz Vermelha, que, no ato de socorrer um oficial do Exército, ferido e já em agonia, reconhece nele seu esposo. Transe de indescritível angústia, em que ao feminino coração acode, apenas, a idéia e o desejo de morte. Eis, senão quando, no ambiente obscurecido de fumo, gazes e poeira, de tantos explosivos de guerra, uma cruz mística surge e avulta, atraindo os olhares dos raros sobreviventes da batalha. "O símbolo da fé mais uma vez repete o milagre da salvação: aos desesperados da terra só o consolo deixado por Cristo..."

A cabeça do oficial moribundo repousa sobre um tambor envolto pelo pavilhão nacional, destinado a servir de mortalha ao herói que o defendeu.

Tem qualidades muito apreciáveis "Os sapatos do netinho", envio do sr. Cadmo de Souza, que, já no ano passado, teve a sua medalhinha de bronze.

O sr. Manoel Faria está representado com dois retratos. Esperamos melhor oportunidade para um julgamento de seus trabalhos.

Esses retratos mostram que não é ele uma negação para a arte, mas, faltam-lhe ainda conhecimentos de desenho e mais justeza de colorido.

Muito interessantes os estudos e desenhos de Fiuza Guimarães, a fusin [sic], sanguínea e óleo. Destes últimos, que são em número de três, merece destaque, pela sua expressão e relevo, o que ocupa o número 71 do catálogo.

Uma excelente marinha, um aspecto de luz hibernal colhida nas nossas praias, a contribuição do príncipe Paulo Gagarin. A luz é muito meiga, a massa líquida do mar largo está bem apresentada. As ondas têm movimento e morrem, espraiando-se, preguiçosamente por sobre a brancura do imenso areal.

O pintor alemão sr. Hans Paap, de passagem pela nossa cidade enviou ao salão meia dúzia de telas, com aspectos colhidos na Tijuca e na Gávea. Não conseguiu esse artista interpretar a nossa natureza, com felicidade nem justeza, tão extravagante nos pareceram a técnica e o colorido das mesmas.

É um ótimo retrato de sua esposa [Imagem] o que enviou o sr. Theodoro Braga, artista, cuja contribuição será objeto de maiores considerações, ao tratarmos da arte aplicada.

Pelo sr. Edgard Parreiras foi enviada uma paisagem em que domina o tronco de uma velha mangueira [Imagem], Estão reafirmadas nesse trabalho as qualidades do artista. Não haveria mais encanto e mais poesia se figurasse no quadro, em toda a sua plenitude, a larga copa dessa árvore secular?


Imagem

"Direito de asilo" - Quadro do pintor Augusto Bracet


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar

BELAS ARTES. O Jornal, Rio de Janeiro, 29 ago. 1923, p.3.

Ferramentas pessoais
sites relacionados