. ARTE. O Imparcial, Rio de Janeiro, 15 set. 1913, p.6. - Egba

ARTE. O Imparcial, Rio de Janeiro, 15 set. 1913, p.6.

De Egba

HORA MUSICAL - Mais uma festa encantadora se realiza hoje, às 4 horas, na “terrase” superior da Escola de Belas Artes, por iniciativa da comissão organizadora da XX Exposição Geral, que continua a atrair grande número de visitas.

A festa precedente intitulou-se “hora literária”; a de hoje receberá o nome de “hora musical”, pois a poesia e a oratória, que tanto brilharam já, cedem o lugar à música, que vai ter hoje o seu culto naquele ambiente todo de arte e intelectualidade.

A “hora musical”, que será, sem dúvida, a nota mundana mais interessante de hoje, tem o seu sucesso garantido, à vista do programa que vai ser observado.

Mlles. Marietta e Isabel de Verney Campello, as aplaudidas intérpretes da ópera Galaor, na audição efetuada no salão do Jornal do Commercio tomarão parte na festa, cantando trechos escolhidos dessa ópera, acompanhadas ao piano pelo próprio autor, o maestro Araujo Vianna.

Alberto Nepomuceno, o festejado autor do Abul e Henrique Oswaldo, tocarão ao piano produções inéditas. Bruno [Pedro Bruno], expositor no “Salon” atual, é também um barítono de voz segura e educada: cantará a “Ave Maria”, do maestro Araujo Vianna.


Digitalização de Mirian Nogueira Seraphim

Transcrição de Vinícius Moraes de Aguiar

ARTE. O Imparcial, Rio de Janeiro, 15 set. 1913, p.6.

Ferramentas pessoais
sites relacionados